Governo ativa estado de calamidade e aumenta medidas restritivas

.

Governo ativa estado de calamidade e aumenta medidas restritivas

Portugal passou a situação de calamidade na quinta-feira. O aumento de casos diários de COVID-19 levou o governo a apertar as medidas preventivas.

O Conselho de Ministros reuniu e decidiu acionar o estado de calamidade em Portugal a partir da meia-noite desta quinta-feira. O anúncio foi feito ao princípio da tarde por António Costa, que abordou o aumento diário de casos COVID-19 o qual classificou de “grave”. Assim, a situação de calamidade vai acionar oito medidas:

- Governo pode aplicar medidas de restrição à circulação sempre que necessário- Proibição de ajuntamentos de mais de cinco pessoas na via pública e em restaurantes, por exemplo

- Limitar eventos de natureza familiar como casamentos e batizados até 50 pessoas, desde que se cumpra normas sanitárias como uso de máscara e distanciamento físico

- Proibir eventos de natureza não letivas como festejos académicos nas universidades e politécnicos

- Aumento de fiscalização por parte de entidades como ASAE em estabelecimentos e restaurantes

- Multas até 10 mil euros para estabelecimentos que não cumpram regras sanitárias

- Recomendação de uso de máscara na via pública e do uso da aplicação StayAway Covid, sempre que haja um teste positivo

  • Apresentar na Assembleia da República a proposta de uso obrigatório de máscara na rua e do uso da aplicação StayAway Covid em empresas, escolas, Forças Armadas e na Administração Pública.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: www.emissor.pt

  • Compartilhe
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Veja também

\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\
Esse site utiliza cookies para melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar o acesso, você concorda com nossa Política de Privacidade. Para mais informações clique aqui.