Radio Clube Pacos de Ferreira 101.8 FM

Segunda-feira, 27 de Maio de 2024

Mundo

Inundações no sul do Brasil já fizeram 108 mortos

O número de mortos por causa das inundações no sul do Brasil, confirmados pelas autoridades, subiu para 108 e há 136 desaparecidos.

Radio Clube Pacos de Ferreira 101.8 FM
Por Radio Clube Pacos de Ferreira...
Inundações no sul do Brasil já fizeram 108 mortos
IMPRIMIR
Espaço utilizado para comunicação de erro nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

A Defesa Civil do estado do Rio Grande do Sul, o mais afetado pelas tempestades, informou que 107 pessoas morreram em ocorrências relacionadas com as fortes chuvas e que ainda investiga uma outra morte. Já as autoridades do estado de Santa Catarina confirmaram um óbito.

Segundo as autoridades do Rio Grande do Sul, há 136 pessoas desaparecidas e 374 pessoas feridas devido às inundações que afetam diretamente cerca de 1,5 milhões de pessoas e mais de 80% do território do estado.

Mais de 67 mil pessoas estão em abrigos criados para acolher a população retirada das áreas inundadas e de risco e há ainda 164.583 pessoas desalojadas.

Em 425 dos 497 municípios do Rio Grande do Sul há registo de problemas relacionados com o maior desastre climático ocorrido neste estado brasileiro.

Centenas de policiais, bombeiros, soldados e voluntários continuam a trabalhar arduamente para resgatar as pessoas que ainda estão isoladas devido ao alto nível das águas e que começam a sofrer com a falta de alimentos.

Mais chuva nas últimas horas obrigou à suspensão dos trabalhos de resgate em Porto Alegre, capital regional do Rio Grande do Sul, onde ainda existem bairros completamente alagados e o principal aeroporto estará fechado pelo menos até ao final deste mês.

O forte temporal começou na segunda-feira da semana passada e continuou nos dias seguintes, causando grandes danos em estradas, pontes, residências e deixando grande parte da população gaúcha sem luz nem água potável.

Com 11 milhões de habitantes, o Rio Grande do Sul tem sido bastante afetado pelas mudanças climáticas. Depois de sofrer problemas com uma forte seca devido ao fenómeno La Niña, no ano passado a região passou a ser afetada pelo El Niño e registou, em menos de 12 meses, quatro desastres climáticos causados por ciclones extra tropicais e tempestades.

Em 2023, ocorreram três eventos, em junho, setembro e novembro, causando 75 mortos neste estado brasileiro.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

FONTE/CRÉDITOS: www.noticiasaominuto.com
Comentários:

Envie a sua mensagem, assim que possível vamos responder ; )