Pulseira eletrónica por violência doméstica

.

Pulseira eletrónica por violência doméstica

O Comando Territorial do Porto, através do Núcleo de Investigação e Apoio a Vítimas Específicas (NIAVE) de Penafiel, ontem, dia 24 de agosto, deteve um homem de 24 anos por violência doméstica, no concelho de Paredes.

No âmbito de uma investigação por violência doméstica, os militares da Guarda apuraram que o suspeito manteve uma relação com a vítima, uma mulher de 27 anos, durante três anos. Foi possível apurar-se que o agressor era habitual consumidor de bebidas alcoólicas e de produtos estupefacientes, o que originou várias discussões, resultando em ofensas verbais e físicas contra a vítima. No dia 19 de agosto, o agressor introduziu-se no interior da residência da vítima através de uma janela, sem a devida autorização, abordando-a de forma violenta e ameaçando-a de morte, tentando-a estrangular logo de imediato, tendo sido socorrida prontamente por um familiar que se encontrava na residência.

O agressor foi detido e presente a primeiro interrogatório judicial no Tribunal de Instrução Criminal de Penafiel hoje, dia 25 de agosto, onde ficou sujeito às medidas de coação de proibição de contactar a vítima por qualquer forma ou meio e proibição de se aproximar da mesma, da sua residência e do seu local de trabalho, num raio de 500 metros, controlado por pulseira eletrónica.

  • Compartilhe
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
Comentários

Veja também

\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\

Envie a sua mensagem e assim que possível respondemos!

Esse site utiliza cookies para melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar o acesso, você concorda com nossa Política de Privacidade. Para mais informações clique aqui.